Causas da Impotência Sexual

Causas da Impotência Sexual

As causas da impotência sexual ou disfunção  erétil, podem ter como  causa  motivos físicos ou psicológicos. É uma falha que pode ocorrer em certas situações ou contextos, por cansaço ou ansiedade, por exemplo, mas que quando se torna algo frequente pode se diagnosticar como uma impotência.

Ansiedade, stress, depressão, problemas hormonais, terceira idade, hipertensão e diabetes, além de outras doenças e consumo excessivo de álcool e remédios estão entre as causas psicológicas e físicas que podem provocar a impotência sexual.

A impotência sexual pode ser causada por fatores psicológicos ou físicos e tem tratamento.

A boa notícia é que tem tratamento tanto para os casos de traumas psicológicos de natureza social ou afetiva, como também as causadas por fatores físicos, como doenças mais graves e uso de substâncias agravantes do quadro clínico da impotência.

Geralmente tem causas psicológicas quando ocorre antes dos 40 anos, o que justifica o mito de que a impotência está relacionada com a idade mais avançada. Especialistas garantem que é possível manter a vida sexual saudável durante a terceira idade, contanto que mantenha hábitos saudáveis evitando doenças degenerativas provocadas pelo colesterol alto, diabetes e hipertensão.

Causas Da Impotência Sexual

 

 

Causas da impotência sexual

 

Hormônios

A andropausa, popularmente conhecida como menopausa masculina, é a fase de baixa produção hormonal dos homens e pode ser contornada com uma reposição hormonal ou conforme indicação médica.

Pode ajudar a revelar doenças escondidas

A impotência sexual também pode refletir algum outro mal de saúde, doenças que não deixam sintomas evidentes, como a diabetes, por exemplo. Diagnosticar essa disfunção pode nesse caso contribuir a revelar algo de maior gravidade mais cedo.

Pode ser causado por outras doenças

Em alguns casos a causa da impotência sexual pode estar relacionada como uma consequência de algumas doenças mais graves. O câncer de próstata durante o tratamento pode danificar os tecidos dos nervos a ponto de provocar uma disfunção erétil e alguns casos pode afetar a vida sexual do indivíduo durante toda a sua vida. Mesmo quando é usado a radiação como tratamento, que é considerada menos traumática, tem um efeito também muito devastador na vida sexual do paciente, e consequentemente, na vida pessoal e afetiva dele.

As doenças do sistema motor, como escleroses, derrames, doença de Parkinson, por exemplo, também influenciam na vida sexual, pois afetam as estruturas cerebrais que fazem o controle do impulso sexual.

Traumas

A prática de alguns esportes ou atividades de alto impacto quando provocam traumas na região dos órgãos reprodutores podem ser traumáticas para o nosso corpo, algumas vezes trazendo consequência prejudiciais para nossa saúde física e emocional.

É comum um trauma na virilha ao andar de bicicleta por exemplo. Nos homens a região do escroto pode ser lesada embora com baixa intensidade, mas se constante pode levar à disfunção erétil.

Álcool e remédios

 

Causas da impotência sexual

O uso excessivo de algumas substâncias como o tabaco, o álcool e drogas como a cocaína são consideradas as principais causas da impotência atualmente. Socialmente, seu uso está atrelado à uma prática considerada “afrodisíaca” se ingeridas de maneira moderada, muito usados também para desinibir e relaxar ou amenizar a ansiedade na hora H.

É comum pessoas com cirrose terem problemas com a disfunção erétil.

Causas psicológicas

Fatores externos podem influenciar drasticamente na hora da prática. É comum e são diversos os motivos que quando se juntam aos medos, inseguranças, ansiedade e outros sentimentos negativos de inferioridade e até falta de desejo podem desenvolver um medo que bloqueia a ereção.

Neste caso o mais indicado é buscar a orientação de um profissional terapeuta ou da psicologia.

Tratamentos

São três tipos os mais usados, sendo a medicação oral a que mais se destaca devido à sua eficácia. Em caso de rejeição ou inadaptação da medicação é usada a medicação injetável que ajudará o homem a manter a ereção.

De qualquer forma, é imprescindível buscar seu médico para o diagnóstico e tratamento ainda cedo da disfunção.

A disfunção erétil é um problema quando se torna crônico, ainda que tenha duas prováveis causas: psicológicas ou físicas. Em alguns casos é possível reverter a situação e buscar um tratamento eficaz. Estudos já comprovaram que pode ser uma questão que afeta gerações de todas as faixas etárias de acordo com os hábitos como uso de remédios ou doenças mais graves que acarretam em consequências prejudiciais à saúde e desempenho sexual.